SELO BLOG FM (4)

Categoria: Política

TSE divulga patrimônio de sete presidenciáveis; lista fica entre R$ 197 e R$ 24 milhões

FOTO-REPORDUÇÃO-METRÓPOLES

O candidato a presidente da República Felipe D’Ávila (Novo) tem o patrimônio mais alto entre os adversários. D’Ávila declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) R$ 24.619.627,66. O próximo na lista é Pablo Marçal, do PROS, com R$ 16.942.541,15. O ex-presidente Lula é o terceiro colocado com mais bens.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibilizou, neste domingo (7), o patrimônio de 7 dos 12 presidenciáveis para as eleições de 2022.  Ainda não estão disponíveis as declarações de Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), José Maria Eymael (Democracia Cristã), Soraya Thronicke (União Brasil) e Roberto Jefferson (PTB). 

O ex-presidente Lula declarou ao TSE ter R$ 7.423.725,78. São R$ 6.584.692,26 a mais em comparação com 2006, quando Lula declarou ter patrimônio de R$ 839.033,52. A renda, porém, diminuiu em relação a 2018.

A senadora Simone Tebet (MDB) também aparece entre os milionários, com patrimônio de R$ 2.323.735,38. A candidata do PCB, Sofia Manzano, declarou R$ 498.000, seguida por Vera Lúcia (PSTU), com R$ 8.805, e Leonardo Péricles (UP), com o patrimônio mais baixo declarado até agora: R$ 197,31.

R7

Queiroga diz que prioridade é ‘estruturar rede de laboratórios’ contra varíola do macaco

MINISTRO DA SAÚDE DIZ QUE NÃO HÁ VACINA ESPECÍFICA DISPONÍVEL NO PAÍS CONTRA MONKEYPOX- FOTO- HARUN TULUNAY/REUTERS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou na manhã deste domingo (7), durante evento em São Paulo sobre vacinação infantil contra poliomielite, que a prioridade da pasta no combate aos casos de varíola do macaco é estruturar a rede de diagnósticos no país.

“O Ministério da Saúde tem trabalhado nesse tema desde maio, antes de a OMS [Organização Mundial da Saúde] reconhecer como emergência global. Logo no princípio, o Brasil preparou quatro dos grandes laboratórios para que esse diagnóstico pudesse ser realizado com precisão. Já ampliamos em 100%, os casos que felizmente não tem tanta gravidade assim devem ser isolados, e, assim que esses indivíduos não contagiam mais, podem retornar ao convívio na sociedade”, disse ele. 

O ministro participou junto com outras autoridades de saúde do lançamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e da Multivacinação de 2022, na avenida Paulista, em frente ao prédio da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na capital paulista. 

Em relação aos imunizantes, Queiroga disse que não há uma vacina específica para combater a doença. “As que estão se usando é a da varíola, Sanofi é uma das que produz, mas não tem escala. O número de vacinas é muito restrito. Trabalhamos com os demais países para conseguir essas vacinas”, informou. 

R7

VÍDEO: Sérgio Moro é hostilizado durante visita em feira pública de Curitiba

FOTO- REPRODUÇÃO/TWITTER   

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil), candidato ao Senado Federal pelo Paraná, foi hostilizado durante visita a uma tradicional feira pública em Curitiba.

Assista ao vídeo abaixo:

Dos cerca de 200 candidatos a governador no Brasil, apenas 34 são mulheres e só três são favoritas em seus estados

MARÍLIA ARRAES, CANDIDATA COMPETITIVA EM PERNAMBUCO, E TERESA SURITA, COM CHANCES EM RORAIMA ARTE

As mulheres são maioria do eleitorado (52,6%) e pouco menos da metade das filiações a partidos(46%), segundo dados deste ano do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas só 16 das 32 siglas terão candidatas a governadora.

O PL, partido do presidente Jair Bolsonaro — que tenta atrair o voto feminino para sua campanha de reeleição —, não lançou nenhuma mulher para o comando de Executivos estaduais, tampouco outras siglas da base bolsonarista, como PP, Republicanos e PTB. O PSB, partido que ocupa a vice na chapa do ex-presidente Lula (PT) na eleição presidencial, também não. Completam a lista PSD, Cidadania, Rede, Novo, PV, DC, Avante, Patriota, PRTB e Agir.

Pré-candidatas, líderes políticas, ativistas e pesquisadoras ouvidas pelo GLOBO atribuem o cenário à falta de representação feminina na mesa de decisões dos partidos. Só seis das 32 siglas são comandadas por mulheres: PT, Podemos, Rede, PMB, PCdoB e PRTB.

A maioria das legendas diz haver dificuldade de articular chapas e de encontrar mulheres que queiram concorrer. Dizem que elas preferem os pleitos proporcionais, para deputada estadual ou federal.

As mulheres são maioria do eleitorado (52,6%) e pouco menos da metade das filiações a partidos(46%), segundo dados deste ano do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas só 16 das 32 siglas terão candidatas a governadora.

O PL, partido do presidente Jair Bolsonaro — que tenta atrair o voto feminino para sua campanha de reeleição —, não lançou nenhuma mulher para o comando de Executivos estaduais, tampouco outras siglas da base bolsonarista, como PP, Republicanos e PTB. O PSB, partido que ocupa a vice na chapa do ex-presidente Lula (PT) na eleição presidencial, também não. Completam a lista PSD, Cidadania, Rede, Novo, PV, DC, Avante, Patriota, PRTB e Agir.

Pré-candidatas, líderes políticas, ativistas e pesquisadoras ouvidas pelo GLOBO atribuem o cenário à falta de representação feminina na mesa de decisões dos partidos. Só seis das 32 siglas são comandadas por mulheres: PT, Podemos, Rede, PMB, PCdoB e PRTB.

Nas últimas duas eleições, só uma governadora foi eleita em cada pleito: Suely Campos (PP) em 2014, em Roraima, e Fátima Bezerra (PT) em 2018, no Rio Grande do Norte. O máximo foi em 2010, quando três venceram a disputa. O Brasil teve a primeira governadora eleita em 1994: Roseana Sarney (PFL) no Maranhão. Mais de 20 anos depois, oito venceram as disputas estaduais.

GLOBO.COM

MPE pede para Beto Rosado corrigir a cor dele

O Ministério Público pediu à Justiça Eleitoral que o deputado federal Beto Rosado (PP), que pleiteia este ano a renovação do mandato, corrija o Requerimento de Registro de Candidatura no que diz respeito à raça.

O MP Eleitoral questiona o fato de Betinho Rosado ter se declarado de “cor parda”. O procurador regional eleitoral, na petição encaminhada ao juiz, observa que ao pedir o registro de candidatura nas eleições de 2018, Rosado se declarou “de cor branca”.

O MPE afirma, ainda, que pode ter havido um erro de preenchimento do Requerimento de Registro de Candidatura.

BLOG DO BG

VIDEO: Styvenson deve propor corte de até R$ 100 milhões do Tribunal de Justiça

STYVENSON VALENTIM É CANDIDATO AO GOVERNO DO RIO GRANDE DO NORTE PELO PODEMOS — FOTO: GERALDO JERÔNIMO/INTER TV CABUGI

O senador Styvenson Valentim (PODEMOS-RN) anunciou só na noite de sexta-feira (5) que será mesmo candidato a governador do Rio Grande do Norte. Contudo, os planos dele para o que fazer com as contas públicas, já circulam há mais tempo. E dentre as “tesouradas” que Styvenson pretende fazer, por exemplo, estariam uma redução considerável nos repasses do duodécimo aos poderes. 

A intenção seria reduzir o orçamento de todos como forma lógica de liberar recursos para investimentos em áreas mais “prioritárias”, como saúde. O próprio Executivo, claro, seria alvo da medida, até para manter o discurso dele, de senador que mais reduziu gastos públicos de seu gabinete.

A diferença é que Styvenson deve propor que o Executivo não seja único. Os cortes passariam também pelo Judiciário, Legislativo e Ministério Público, por exemplo. 

Depois do Executivo, inclusive, o Tribunal de Justiça seria o maior alvo da redução de despesas orçamentárias, que estaria em torno dos R$ 100 milhões anuais, de acordo com as informações exclusivas que o Portal 96 teve acesso.

A ideia seria reduzir o orçamento do TJ para que acompanhasse a média nacional, divulgada pelo Conselho Nacional de Justiça – o percentual hoje é de 6,8% e deveria ficar na média nacional, de 5,8%. 

Um novo hospital, novas unidades priprionais e melhoria de estradas estariam entre as áreas “beneficiadas” com o remanejamento dos recursos cortados.

Vale lembrar que quem acompanhou a entrevista de Styvenson Valentim no Jornal das 6, na quinta-feira (4), um dia antes da convenção do PODEMOS, já sabia da intenção dele de realizar cortes consideráveis. Na ocasião, o senador afirmou que era necessário ter “empatia” com a sociedade. Assista no início da matéria.

PORTAL 96FM

Rogério recebe apoio de 11 prefeitos do Potengi e encontra multidão em Macaíba e Cerro Corá

FOTO-ASSESSORIA DE IMPRENSA

O candidato a senador, Rogério Marinho (PL), recebeu importantes apoios ao seu projeto durante este sábado (06). Onze prefeitos de cidades do Potengi potiguar decidiram se unir a candidatura do ex-ministro do Desenvolvimento Regional, além de vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças que promoveram um grande encontro na região. Depois, Rogério se encontrou com uma verdadeira multidão nas cidades de Macaíba e em Cerro Corá, nesta última para prestigiar o Festival de Inverno da cidade.

FOTO-ASSESSORIA DE IMPRENSA

O primeiro compromisso foi em São Tomé, onde Rogério e o candidato a governador Fábio Dantas (SDD) receberam os apoios de 11 gestores da região. Os prefeitos que anunciaram apoio são Babá Pereira, de São Tomé; Fabiano Lopes, de Barcelona; Tiquinho, de Ruy Barbosa; Keka, de São Bento do Trairi; Luciano, de Lajes Pintadas; Rossane Patriota, de Ielmo Marinho; Pacelli, de São Paulo do Potengi; Maciel, de Elói de Souza; Fernando Teixeira, de Espírito Santo; Soniara, de Lagoa de Velhos; e Clécio Azevedo, de Bom Jesus. Todos estiveram reunidos com Fábio e Rogério para firmar a parceria a favor do RN.

“A nossa responsabilidade aumenta a cada dia com a chegada de novos apoios, que reforçam nosso compromisso em defesa de melhorias para os municípios potiguares. Agradeço pela confiança e reafirmo nossa disposição de continuarmos trabalhando e lutando juntos por mais desenvolvimento para nossas cidades”, disse Rogério Marinho.

Já na parte da tarde, o prefeito de Macaíba, Emídio Júnior, comandou um grande evento no campo do Cruzeiro. Uma multidão foi até o local para o gestor apresentar seus candidatos nas eleições desse ano. Além de Rogério, também participaram do ato os deputados federal, João Maia (PL), e estadual, Kleber Rodrigues (PSDB), que disputarão a reeleição.

Rogério agradeceu pela calorosa recepção do povo macaibense. “São momentos como este que nos mostram que estamos no caminho certo. Há ainda um longo percurso, mas cada abraço recebido ou palavra de incentivo, renova nossa disposição e esperança. Estamos juntos”, disse o ex-ministro.

A agenda do sábado foi encerrada em mais um grande evento, dessa vez no Festival de Inverno de Cerro Corá. Rogério foi até a cidade atendendo ao convite do prefeito Novinho, que acompanhou o candidato a senador durante a visita aos estandes. “Parabenizar ao prefeito e a cidade de Cerro Corá. O Festival de Inverno gera emprego e renda, fortalece a economia e fomenta o turismo nesta região que é um orgulho para todos nós potiguares. Terra de gente trabalhadora e de muita fé”, disse Rogério.

Bolsonaro tem 62% do voto evangélico, mostra PoderData

PRESIDENTE BOLSONARO-FOTO-CEDIDA

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 62% das intenções de voto entre os evangélicos no 1º turno, mostra pesquisa PoderData realizada de 31 de julho a 2 de agosto de 2022.

O número representa avanço em comparação a 15 dias antes, quando 44% dos adeptos desse segmento religioso declaravam intenção de reeleger o presidente. Em contrapartida, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) marca 22% entre os evangélicos. Na última rodada, realizada de 17 a 19 de julho de 2022, o petista tinha 35%.

O voto dos evangélicos é um ponto de sustentação da campanha de Bolsonaro. O presidente pontua consistentemente mais alta no segmento religioso. Entre o eleitorado em geral, o presidente fica em 2º lugar na simulação de 1º turno, com 35%. Lula lidera com 43%. A pesquisa foi realizada pelo PoderData, empresa do grupo Poder360 Jornalismo, com recursos próprios, e divulgada em parceria editorial com a TV Cultura.

Os dados foram coletados de 31 de julho a 2 de agosto de 2022, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 3.500 entrevistas em 322 municípios nas 27 unidades da Federação.

PODER 360