SELO BLOG FM (4)

FOTOS:Policial penal é preso após efetuar disparos em estabelecimento comercial e ameaçar pessoas na Grande Natal 

FOTO-CEDIDA

Um policial penal foi preso suspeito de ameaçar pessoas com uma arma de fogo em São José de Mipibú, na Região Metropolitana de Natal, na tarde de sábado (6). Segundo a 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), o homem estava efetuando disparos em um estabelecimento comercial localizado às margens da BR 101. Não há informações sobre a motivação do crime.

O caso ocorreu no início da tarde. Após denúncia, policiais fizeram buscas pela região e, ao chegar no estabelecimento, as vítimas informaram que o homem havia saído a pé. Durante o patrulhamento, a PM visualizou o suspeito apontando um arma de fogo contra pessoas que estavam dentro de um veículo Ford Ka de cor branca. O carro aguardava o sinal da BR 101 abrir.

O policial Penal A. K. do N. estava de posse de uma pistola devidamente municiada. O suspeito, juntamente com as vítimas foram conduzidos e apresentados a autoridade policial na Central de Flagrante de Polícia Civil em Natal, onde foi realizado o procedimento legal cabível.

96 FM Natal

Acreana derrota 12 candidatas e é eleita Miss Bumbum 2022 

FOTO-DIVULGAÇÃO

Carolina Lekker, representante do estado do Acre, foi eleita a “Miss Bumbum 2022”. A modelo de 24 anos recebeu 138 votos e superou a concorrência de 12 candidatas finalistas ao posto de dona do bumbum mais bonito do Brasil.

Entre no canal do iG Delas no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre beleza, moda, comportamento, sexo e muito mais!
Com 127 votos, a mato-grossense Laysa Padovani levou o posto de Vice Miss Bumbum deste ano. A catarinense Carolina Medeiros levou para casa a faixa de Miss Bumbum Bronze por ter ficado em terceiro lugar, com 126 votos.

O concurso ainda premiou a potiguar Thaynna Dantas com dois prêmios: a Miss Bumbum Simpatia (votação feita entre as próprias candidatas) e Miss Bumbum Fitness.Continua depois da

A noite de premiação contou das finalistas Karine Matielle (Alagoas), Anne Lima (Rio de Janeiro), Juli Figueiró (Rio Grande do Sul), Deny Barbie (Distrito Federal), Day Reis (Pará), Laysa Padovani (Mato Grosso), Carolina Medeiros (Santa Catarina), Livia Nayara (Paraíba), Carolina Lekker (Acre), Thaynna Dantas.

Vídeo: Homem que teria planejado matar sua esposa e filha acaba morrendo carbonizado – Imagens viralizaram 

FOTO- REPRODUÇÃO

Na última quinta-feira (4), Djanir Luiz Coutinho, de 36 anos, morreu carbonizado após o carro no onde ele estava explodir, o caso aconteceu na cidade de Barra do Turvo, localizada no interior de São Paulo.

Segundo as primeiras apurações sobre o caso o homem estaria transtornado após brigar com a esposa e ele tinha a intenção de matar a mulher e sua filha.

No fim da tarde da quinta-feira a esposa de Djanir Luiz Coutinho, buscou ajuda na Delegacia de Barra do Turvo e registrou um boletim de ocorrência contra o marido, ela relatou que vinha sofrendo ameaças e violência doméstica.

A esposa de Djair afirmou que ele ameaçou a ela e a filha. “Ele trouxe a gasolina na intenção de matar as duas. A gente entende que ele tinha premeditado”, afirmou a mulher.PUBLICIDADE

Uma testemunha afirmou que Djair estava transtornado com um galão de gasolina nas mãos e que ele estava a ponto de provocar uma enorme tragédia. E que ele apenas pensou em salvar a mulher e a criança e que tudo aconteceu de maneira muito rápida.

Uma conselheira tutelar afirmou que o homem tentou impedir que ela entrasse no local e que ele tinha um forte cheiro de gasolina, Djair ficou irritado e afirmou que todos ficariam cheirando a gasolina.

“Me desesperei. Ele estava transtornado, não aceitou nenhuma palavra. Vi que saiu com um galão de 2 litros [de gasolina] do carro e deduzi que ele ia pôr fogo em tudo”, afirmou a testemunha.

Para ver o vídeo com a reportagem completa CLIQUE AQUI!

Ministério da Saúde lança Campanha Nacional de Vacinação   

FOTO-TOMAZ SILVA-AGÊNCIA BRASIL

O Ministério da Saúde lançou hoje (7), em São Paulo, a Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e de multivacinação. O objetivo é recuperar a cobertura vacinal de crianças e adolescentes que deixaram de tomar os imunizantes previstos no calendário nacional. 

A partir de amanhã (8),  cerca de 40 mil salas de vacinação em todo o país estarão abertas para aplicar doses de 18 tipos de imunizantes previstos no calendário nacional de vacinação para esse público. A campanha terminará em 9 de setembro. 

A vacinação contra a poliomielite é destinada para crianças menores de 5 anos. A multivacinação é para crianças e adolescentes menores de 15 anos.

Para crianças estarão disponíveis os seguintes imunizantes:  Hepatite A e B; Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente; VIP (Vacina Inativada Poliomielite); VRH (Vacina Rotavírus Humano); Meningocócica C (conjugada); VOP (Vacina Oral Poliomielite); Febre amarela; Tríplice viral (Sarampo, Rubéola, Caxumba); Tetraviral (Sarampo, Rubéola, Caxumba, Varicela); DTP (tríplice bacteriana); Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano).

Para adolescentes: HPV; dT (dupla adulto); Febre amarela; Tríplice viral; Hepatite B, dTpa e Meningocócica ACWY (conjugada).

Segundo o ministério, a partir dos três anos de idade, as vacinas de covid-19 podem ser administradas de forma simultânea ou com qualquer intervalo com os demais imunizantes. 

Ao participar do lançamento da campanha, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o último caso de pólio no Brasil foi registrado em 1989. Segundo ele, a cobertura vacinal da população está diminuiu em todo o mundo, principalmente durante o período da pandemia de covid-19. O ministro também conclamou as famílias a levarem as crianças para vacinar.

“Peço aos pais que levem seus filhos para as salas de vacinação. É inaceitável que, hoje, no século 21, 100 anos depois do esforço extraordinário de Oswaldo Cruz para introduzir esses conceitos sanitários no Brasil, nós tenhamos ainda crianças com doenças que podem ser evitáveis por vacina”, afirmou.

O ministério espera vacinar cerca de 14.3 milhões de pessoas contra a polio. Todos os imunizantes ofertados têm registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

TSE divulga patrimônio de sete presidenciáveis; lista fica entre R$ 197 e R$ 24 milhões

FOTO-REPORDUÇÃO-METRÓPOLES

O candidato a presidente da República Felipe D’Ávila (Novo) tem o patrimônio mais alto entre os adversários. D’Ávila declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) R$ 24.619.627,66. O próximo na lista é Pablo Marçal, do PROS, com R$ 16.942.541,15. O ex-presidente Lula é o terceiro colocado com mais bens.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibilizou, neste domingo (7), o patrimônio de 7 dos 12 presidenciáveis para as eleições de 2022.  Ainda não estão disponíveis as declarações de Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), José Maria Eymael (Democracia Cristã), Soraya Thronicke (União Brasil) e Roberto Jefferson (PTB). 

O ex-presidente Lula declarou ao TSE ter R$ 7.423.725,78. São R$ 6.584.692,26 a mais em comparação com 2006, quando Lula declarou ter patrimônio de R$ 839.033,52. A renda, porém, diminuiu em relação a 2018.

A senadora Simone Tebet (MDB) também aparece entre os milionários, com patrimônio de R$ 2.323.735,38. A candidata do PCB, Sofia Manzano, declarou R$ 498.000, seguida por Vera Lúcia (PSTU), com R$ 8.805, e Leonardo Péricles (UP), com o patrimônio mais baixo declarado até agora: R$ 197,31.

R7

Queiroga diz que prioridade é ‘estruturar rede de laboratórios’ contra varíola do macaco

MINISTRO DA SAÚDE DIZ QUE NÃO HÁ VACINA ESPECÍFICA DISPONÍVEL NO PAÍS CONTRA MONKEYPOX- FOTO- HARUN TULUNAY/REUTERS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou na manhã deste domingo (7), durante evento em São Paulo sobre vacinação infantil contra poliomielite, que a prioridade da pasta no combate aos casos de varíola do macaco é estruturar a rede de diagnósticos no país.

“O Ministério da Saúde tem trabalhado nesse tema desde maio, antes de a OMS [Organização Mundial da Saúde] reconhecer como emergência global. Logo no princípio, o Brasil preparou quatro dos grandes laboratórios para que esse diagnóstico pudesse ser realizado com precisão. Já ampliamos em 100%, os casos que felizmente não tem tanta gravidade assim devem ser isolados, e, assim que esses indivíduos não contagiam mais, podem retornar ao convívio na sociedade”, disse ele. 

O ministro participou junto com outras autoridades de saúde do lançamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e da Multivacinação de 2022, na avenida Paulista, em frente ao prédio da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na capital paulista. 

Em relação aos imunizantes, Queiroga disse que não há uma vacina específica para combater a doença. “As que estão se usando é a da varíola, Sanofi é uma das que produz, mas não tem escala. O número de vacinas é muito restrito. Trabalhamos com os demais países para conseguir essas vacinas”, informou. 

R7

Em artigo, ex-presidente da Fiern alerta para falta de compromisso do atual gestor da Federação

AMARO SALES, EX-PRESIDENTE DA FIERN.FOTO-NOVO NOTÍCIAS

Em artigo publicado nesse domingo, o ex-presidente da Federação da Industria do Estado do Rio Grande do Norte Flávio Azevedo alerta para as graves consequências da falta de compromisso do atual gestor da Fiern, Amaro Sales, em acordo firmado para definição do próximo presidente da Confederação Nacional da Indústria. Segundo Flávio Azevedo, a quebra de compromisso de Sales no processo sucessório traz a pecha de infidelidade do atual presidente da Fiern.

Azevedo observa que, tradicionalmente, as Federações das regiões Norte e Nordeste formam coalizão cujo número de votos é suficiente para influir decisivamente na eleição do presidente da mais importante entidade sindical patronal do Brasil.

O ex-presidente da Fiern lembra que Amaro Sales e o presidente da Federação da Indústria da Bahia, Antonio Ricardo Alban, se colocaram como  candidatos a presidente da CNI. O acordo seria o mais votado receber o apoio do concorrente. Amaro recebeu apenas dois votos.

E descumprindo o acordo, declarou apoio ao candidato a ser indicado pelo atual presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Andrade. “Caso mantida, a intenção do presidente da FIERN poderá fragilizar a posição do seu colega nordestino Ricardo Alban e será inédita na história das eleições da CNI. E apenas confirmará a falta de liderança e de representatividade de Amaro Sales no colégio de representantes da Indústria Brasileira, de onde deverá sair com a pecha de infidelidade e deslealdade com seus companheiros e com sua Região Nordeste”, escreve Flávio Azevedo.

Leia o artigo na integra publicado no jornal Tribuna do Norte desse domingo:

Eleições, intenções e posições

Flávio Azevedo
Ex-presidente da FIERN e empresário

A eleição para escolha da próxima Diretoria da CNI (Confederação Nacional da Indústria) poderá seguir caminhos nunca antes trilhados. Tradicionalmente, as Federações das regiões Norte e Nordeste formam coalizão cujo número de votos é suficiente para influir decisivamente na eleição do presidente da mais importante entidade sindical patronal do Brasil
Nesse contexto, nos últimos 45 anos foram eleitos presidentes da CNI os nordestinos Domício Velloso, Albano Franco, Fernando Bezerra e Armando Monteiro.

O atual presidente da entidade é o mineiro Robson Braga de Andrade, eleito em 2010, resultado de hábil articulação e demonstração de liderança de Armando Monteiro Neto, tirando o foco da tradicional União Norte-Nordeste. Robson Andrade vem se mantendo no cargo há quase treze anos, graças a seguidas prorrogações de mandato, afrontando disposição estatutária da CNI que limita a presença de um mesmo presidente no cargo – no máximo – a oito anos.

Nessa senda, vem surgindo candidatos à sucessão do atual presidente, cuja última prorrogação de mandato termina em novembro/2020. O presidente da CNI e respectiva Diretoria são eleitos  por maioria simples, pelo Conselho de Representantes da CNI, composto pelos presidentes das 27 Federações de Indústrias filiadas à CNI.

Os presidentes das Federações das Indústrias da FIERN (RN) e da FIEBA (Bahia), Amaro Sales e Antônio Ricardo Alban, respectivamente, se apresentaram como candidatos representando a Região Nordeste, detentora de 9 dos 27 votos no Conselho de Representantes da CNI.

Considerando que normalmente (embora não necessariamente) cada Região apresenta apenas um candidato, os nove presidentes das Federações das Indústrias da Região Nordeste se reuniram em Brasília para escolher seu representante, ficando estabelecido que o mais votado receberia a solidariedade do concorrente para partir em busca de uma composição com o representante da Região Norte. Amaro Sales recebeu apenas dois votos: o do presidente da Federação de Alagoas e o seu próprio voto.

Para perplexidade de todos, no dia seguinte, o presidente da FIERN, descumprindo o compromisso assumido, declarou seu compromisso de votar com o candidato a ser indicado pelo presidente Robson Andrade.

Caso mantida, a intenção do presidente da FIERN poderá fragilizar a posição do seu colega nordestino Ricardo Alban e será inédita na história das eleições da CNI. E apenas confirmará a falta de liderança e de representatividade de Amaro Sales no colégio de representantes da Indústria Brasileira, de onde deverá sair com a pecha de infidelidade e deslealdade com seus companheiros e com sua Região Nordeste.

COM INFORMÇÕES DO BLIG DO BG

RN tem 2ª maior taxa de obesidade infantil do Nordeste e 3ª do Brasil

04-08-2022 – Natal – Obsidade Infantil ( Sayonara Brasil, Mãe de João ) foto/adriano abreu/h/selecionadas

O Rio Grande do Sul, com uma taxa de 24,64%,  é o campeão do Brasil. O índice no RN ficou acima das médias nacional (17,8%)  e do Nordeste (17,29%). Os dados se referem a situações de obesidade e obesidade grave e indicam que, em 10 anos (de 2011 a 2021), os números no RN cresceram seis pontos percentuais. Segundo o Sisvan, o Estado saiu de um índice de 16,45% de crianças obesas em 2011 para os 22,51% de 2021. 


As estatísticas levam em conta o Índice de Massa Corporal (IMC) dos pequenos que foram pesados e medidos, sendo que o problema é considerado grave quando o IMC é maior que 40 kg/m².  Em 2011, das 47.240 crianças acompanhadas no RN, 4.303 tinham quadro de obesidade, enquanto 3.467 tinham obesidade grave (total de  7.770). No ano passado, dos 55.259 pequenos avaliados, 7.098 estavam obesos e 5.346 tinham obesidade grave (total de 12.444 crianças). 


As estatísticas foram colhidaS pelos atendimentos realizados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), o que reflete prioritariamente a situação de crianças em situação de vulnerabilidade social. Estefhany Alice, de 8 anos, “sempre foi gordinha”, segundo a dona de casa Edna Pereira, mãe da menina.


Estefhany vive com a família no bairro Bom Pastor, na zona Oeste da capital e é acompanhada, há dois anos, pelo Núcleo de Tratamento de Obesidade Infantil do Hospital Varela Santiago. De acordo com Edna, a menina, hoje com 40 kg e 1,10 m, está bem, embora o colesterol esteja alterado. A criança pesava 50 kg quando iniciou o tratamento. 


“Ela adora salpicão, cachorro-quente, bauru, mas eu estou sempre controlando a alimentação. Preciso ser mais cuidadosa com o sorvete, mas, de resto, seguimos tudo direitinho. Quando ela vai à festinha de aniversário a gente toma cuidado com os doces”, conta Edna.


A dona de casa confessa que a filha não costuma seguir a dieta recomendada durante o tratamento. A estratégia é melhorar a qualidade da alimentação e ficar de olho, principalmente, na quantidade. “Do que é pedido no tratamento, a gente só compra pão integral e manteiga light. O resto é comida normal, porque alimento integral é muito caro e ela não gosta de jeito nenhum”, conta.

Sayonara Brasil, mãe de João, garante que controla a qualidade da alimentação do menino, mas admite que ele sempre foi “bom de garfo”. O aumento de peso, de acordo com ela, chegou em 2020, junto com o isolamento social em razão da pandemia. “Ele só ficava em casa, com pouco acesso a exercícios físicos”, relata. 


Além do ganho de peso, Sayonara conta que outros indicativos começaram a ser notados. “João começou a dar sinais de que estava com problemas de glicose e glicemia, porque ficou com a pele na região do pescoço mais escura e começou a cansar muito facilmente”, descreveu. Ao perceber as mudanças, a professora decidiu levar o menino ao endocrinologista.


“Ele não consome besteira, mas, em compensação, come muito bem e parou de fazer natação”, afirma. A busca por uma alimentação mais saudável, no entanto é um desafio. Quando perguntado sobre qual a comida preferida, João é direto ao responder: “Pizza, mas eu como pouco”, revela.


Estados com maior taxa de obesidade no Brasil em 2021*

Fonte: Sisvan
Rio Grande do Sul: 24,64%Ceará: 22,77%Rio Grande do Norte: 22,51%Paraná: 22,5%
*Os dados se referem à soma dos números de obesidade e obesidade grave.

TRIBUNA DO NORTE

VÍDEO: Sérgio Moro é hostilizado durante visita em feira pública de Curitiba

FOTO- REPRODUÇÃO/TWITTER   

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil), candidato ao Senado Federal pelo Paraná, foi hostilizado durante visita a uma tradicional feira pública em Curitiba.

Assista ao vídeo abaixo:

Compartilhe