SELO BLOG FM (4)

Categoria: Brasil

Governo cria gabinete de crise após fugas em presídio de Mossoró

FOTO: REPRODUÇÃO/DEPEN

As fugas de dois presos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, motivaram a instalação de um gabinete de crise na unidade nesta quarta-feira (14). Vão participar da iniciativa membros do governo federal e da gestão potiguar. Os agentes vão priorizar as próximas 72 horas para a recaptura dos detentos, ligados à facção criminosa Comando Vermelho.

O secretário nacional de políticas penais, André Garcia, está a caminho do estado. A Polícia Federal (PF) foi acionada, não só para ajudar no trabalho de recaptura, mas também na investigação sobre as responsabilidades dos envolvidos. A segurança do Rio Grande do Norte vai auxiliar nos trabalhos. 

Garcia e o secretário de segurança pública do Rio Grande do Norte, assim como demais membros do sistema penitenciário nacional, vão participar do gabinete de crise. os agentes vão priorizar as próximas 72 horas para a recaptura dos fugitivos.

Com informações de R7

Oposição na Câmara decide convocar ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, após fuga de presos no RN

FOTO: ISAAC AMORIM

O presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara, Ubiratan Sanderson (PL-RS), vai impor ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, seu primeiro desgaste no Congresso.

O deputado vai colocar em votação, na próxima semana, a convocação do titular da pasta após a fuga inédita de dois detentos de uma penitenciária federal de segurança máxima, em Mossoró.

A oposição se organiza para convocar Lewandowski ainda neste mês, antes da rodada de negociações das presidências das comissões, quando o grupo pode perder o controle do colegiado. A base governista se organiza para blindar o novo ministro e tentará colocar um aliado de confiança no comando da comissão.

“A Comissão de Segurança da Câmara vem denunciando essa omissão governamental, irresponsável e premeditada, desde meados do ano passado. O antigo ministro da Justiça, Flávio Dino (PSB), foi convocado três vezes para falar sobre as políticas de enfrentamento às facções criminosas e não compareceu. Tomara que o novo ministro tenha uma postura condizente com a função que ocupa”, afirma Sanderson.

Lewandowski assumiu o cargo de ministro da Justiça no dia 1 de fevereiro, após Flávio Dino ser indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Supremo Tribunal Federal (STF).

No último ano, os parlamentares antagonistas ao Planalto tiveram uma relação tensa com Dino. Ele chegou a comparecer a uma convocação, mas houve confusão, gritaria e xingamentos. Depois, o então ministro se recusou a comparecer às novas convocações e chegou a alegar temeridade pela própria integridade física, diante do clima de hostilidade com os parlamentares.

Portal 98 FM

Estudante disse a amiga que fez “trip com Jesus” pouco antes de morrer

FOTO: REPRODUÇÃO

O estudante da Universidade de Brasília (UnB) Lucas Monte, de 20 anos, enviou uma mensagem a uma amiga momentos antes de morrer dizendo ter “feito uma ‘trip‘ [viagem] com Jesus”. O corpo do jovem foi encontrado nessa terça-feira (13/2) na casa de um amigo em Sobradinho.

Segundo Hudson Maldonado, delegado chefe da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), Lucas e outros três amigos, que também estavam na residência, usaram maconha e LSD.

O corpo de Lucas estava no fundo do quintal da casa no condomínio Alto da Boa Vista. Ele estava despido e com as calças abaixadas até o meio da coxa, segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). O Metrópoles apurou que o jovem recebeu inúmeras facadas no peito e não há, nas evidências, sinais de luta – o que indica que a vítima não pôde se defender.

Pai da vítima, o servidor público Rodrigo Monte, 42, contou à reportagem que, no dia do desaparecimento, um dos colegas de Lucas entrou em contato com ele e disse que o estudante havia sumido.

Além disso, o colega teria contado que Lucas havia deixado o condomínio sem celular, sem mochila e sem ser notado.

Em depoimento, esse amigo contou à PCDF que, na sexta-feira-feira (9/2), tinha passado com Lucas por um bloco de pré-Carnaval no Setor Bancário Sul (SBS). Na sequência, a dupla, acompanhada de outros dois colegas, foi para a casa do depoente, no condomínio Alto da Boa Vista, em Sobradinho – onde todos viraram a noite.

O morador do imóvel relatou ainda que soube de “um fato que causou desconforto em Lucas” e que o universitário teria tentado “ficar” com um dos colegas dentro da casa, mas foi rejeitado. Após a negativa, a vítima supostamente deixou o endereço “por uma saída lateral”.

Metrópoles

STJ mantém condenação de R$ 23 milhões contra Igreja Universal

FOTO: RAFAELA FELICCIANO

A 1ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve condenação da Igreja Universal do Reino de Deus, em R$ 23 milhões, por demolir casarões históricos, em Belo Horizonte (MG). A Corte manteve acórdão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que já previa o pagamento como forma de indenização por danos patrimoniais e morais coletivos pela derrubada de três casas declaradas patrimônio cultural da capital mineira.

A confirmação da decisão monocrática do ministro Sérgio Kukina é de 12 de dezembro, mas o acórdão só foi publicado no fim de janeiro. O texto do colegiado aponta o entendimento de que o processo de tombamento já estava em curso no momento das demolições.

Assim, ficaram afastados os argumentos da igreja de que não teria sido intimada quanto ao laudo técnico do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) que embasou parte do valor da indenização imposta.

O Ministério Público, autor da ação civil pública que levou à condenação, apontou que os imóveis foram destruídos em 2005 pela igreja com a finalidade de construir um estacionamento para os fiéis. Na época, os casarões já eram protegidos por atos administrativos de inventário e registro documental.

O tombamento integral foi confirmado posteriormente pelos órgãos de preservação histórica e cultural da capital mineira.

Indenização para Igreja Universal pagar

O TJMG fixou em cerca de R$ 18 milhões a indenização por danos patrimoniais causados ao meio ambiente cultural, e em R$ 5 milhões a reparação dos danos morais coletivos. A corte estadual também determinou que a Igreja Universal construísse um memorial em referência aos imóveis demolidos.

A Universal questionou a falta de intimação sobre o laudo técnico do Ministério Público, mas o argumentou foi refutado em ambas as instâncias.

A reportagem do Metrópoles tentou contato com a instituição religiosa, mas não obteve resposta até a publicação desta reportagem. O espaço permanece aberto.

Metrópoles

Bolsonaro pede passaporte de volta para ir a evento com Trump nos EUA

FOTO: ALAN SANTOS

A defesa de Jair Bolsonaro pediu ao ministro do STF Alexandre de Moraes a devolução do passaporte do ex-presidente, apreendido na semana passada por ordem do magistrado.

O argumento dos advogados é de que as investigações contra Bolsonaro não apontam indícios de “risco de fuga” e de que o ex-presidente tem viagens internacionais previstas para as próximas semanas.

Uma das viagens seria para os Estados Unidos, onde Bolsonaro participaria, na próxima semana, da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC, na sigla em inglês).

O evento acontecerá de 21 a 24 de fevereiro em Washington D.C. e deve reunir nomes da direita internacional, como o ex-presidente americano Donald Trump e o atual presidente da Argentina, Javier Milei.

Além da ida ao evento conservador nos Estados Unidos, auxiliares dizem que Bolsonaro tem convites para viajar a outros países; entre eles, Israel, Polônia e Bahrein.

No pedido a Moraes, a defesa de Bolsonaro solicita que a proibição de deixar o país seja substituída pela obrigação de pedir autorização à Justiça para viajar ao exterior por um período mais que sete dias.

“Ao longo das investigações iniciadas no início de 2023, não foi apresentado nenhum indício que justificasse a alegação de risco de fuga. O Agravante (sic), desde o início do processo, tem cooperado de maneira irrestrita com as autoridades, comparecendo pontualmente a todos os chamados e colaborando ativamente para o esclarecimento dos fatos”, escreveu a defesa de Bolsonaro, composta pelos advogados Paulo Cunha Bueno, Daniel Tesser e Fábio Wajngarten.

Metrópoles

Dengue: Brasil ultrapassa marca de 500 mil casos e 75 mortes em 2024

FOTO: GETTY IMAGES

O Brasil ultrapassou a marca de meio milhão de casos prováveis de dengue em 2024, segundo dados do Ministério da Saúde, atualizados na segunda-feira (12/2).

Ao todo, foram registrados 512.353 casos prováveis e 75 mortes pela doença apenas nas primeiras seis semanas do ano. Outros 340 óbitos estão em investigação.

Os números mostram uma explosão de casos em relação ao mesmo período de 2023, quando 128.842 pessoas foram diagnosticadas com a doença.

O Estado de Minas Gerais é o que concentra o maior número de casos prováveis de dengue: são aproximadamente 171 mil. Em seguida, aparecem São Paulo (83.651), Distrito Federal (64.403), Paraná (55.532), Rio de Janeiro (39.315), Goiás (31.809), Espírito Santo (14.107) e Santa Catarina (12.470).

Metrópoles

Cantor sertanejo é preso após ser acusado de importunação sexual

FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

É meus caros, leitores! Depois da irmã de Léo Moura ser presa por aplicar golpes de ingressos falsos, foi a vez de Thales Lessa. O cantor sertanejo, conhecido pelo hit “Cadê seu namorado, moça?”, foi detido após ser acusado de importunação sexual, na noite dessa segunda-feira (12/2), em Araxá, Minas Gerais.

O artista estava hospedado num hotel da cidade, quando foi abordado por policiais militares, que foram chamados pelo gerente da acomodação, depois de uma funcionária informa que havia sido assediada por Lessa. Ele foi conduzido para a delegacia e, em depoimento, alegou que é cliente habitual do serviço de massagens oferecido pela propriedade e que tem o costume de ficar pelado durante o atendimento.

Thales está preso na 2ª Delegacia Regional do município, onde deve permanecer até a audiência de custódia, que acontece nesta terça-feira (13/2). As informações são do G1.

Thales Lessa também é compositor e tem 25 anos de carreira. “Eu comecei em uma geração que tinha um monte de gente que não tinha gravado ainda. Quando eu cheguei em Goiânia, fui fazendo amizade com essa galera, ajudando ela a gravar os primeiros DVDs e com isso o Brasil inteiro começa a me conhecer”, falou durante participação no extinto programa do Faustão, na Band.

Na época, o rapaz revelou que já assinou mais de duas mil letras: “Os compositores do meio que me conhecem falam que sou meio louco. Eu era um cara que fazia 3 três turnos de composição por dia, saiam 10 músicas por dia, 25 por semana”.

Metrópoles

Sindicato de policiais repudia “ala demoníaca” da Vai-Vai: “Escárnio”

FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) emitiu uma nota de repúdio ao desfile da Vai-Vai, de São Paulo. A entidade afirma que ao retratar policiais como demônios, durante o desfile no Sambódromo do Anhembi, a escola “tratou com escárnio a figura de agentes da lei.”

Segundo os policiais, com direito a chifres e outros itens que remetiam à figura de um demônio, as alegorias utilizadas na ala “Sobrevivendo no Inferno”, demonizaram a polícia.

Os delegados entenderam que, “ao adotar tal enredo, a escola de samba, em nome do que chama de ‘arte’ e de liberdade de expressão, afronta as forças de segurança pública, desrespeita e trata, de forma vil e covarde, profissionais abnegados que se dedicam, dia e noite, à proteção da sociedade e ao combate ao crime, muitas vezes, sob condições precárias e adversas, ao custo de suas próprias vidas e famílias.”

Confira a nota do sindicato na íntegra

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp) manifesta, veementemente, repúdio ao Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Vai-Vai, que, na noite de sábado (10/2), no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo-SP, durante seu desfile, tratou com escárnio a figura de agentes da lei.

Com direito a chifres e outros itens que remetiam à figura de um demônio, as alegorias utilizadas na ala “Sobrevivendo no Inferno”, demonizaram a polícia – algo que causa extrema indignação.

Ao adotar tal enredo, a escola de samba, em nome do que chama de “arte” e de liberdade de expressão, afronta as forças de segurança pública, desrespeita e trata, de forma vil e covarde, profissionais abnegados que se dedicam, dia e noite, à proteção da sociedade e ao combate ao crime, muitas vezes, sob condições precárias e adversas, ao custo de suas próprias vidas e famílias.

É de se lamentar que o Carnaval seja utilizado para levar ao público mensagem carregada de total inversão de valores e que chega a humilhar os agentes da lei.

O Sindpesp não compactua com este tipo de manifestação e presta solidariedade aos profissionais da segurança pública de todo o País – estes, sim, verdadeiros heróis, que merecem homenagens, reconhecimento e mais respeito por parte da agremiação, para dizer o mínimo.

Outrossim, o Sindpesp aguarda que a Vai-Vai, num momento de lucidez e de reflexão, reconheça que exagerou e incorreu em erro na ala em questão, e se retrate, publicamente. Não estamos falando, afinal, apenas dos policiais, sejam civis ou militares, mas, sobretudo, de uma instituição de Estado que representa e está a serviço de toda a sociedade bandeirante.

Metrópoles