SELO BLOG FM (4)

Categoria: Brasil

Bolsonaro critica Lula por comparação de ataques de Israel em Gaza ao Holocausto

FOTO: REPRODUÇÃO

Jair Bolsonaro (PL) criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por comparação de ataques de Israel à Gaza com o extermínio de judeus feito pela Alemanha Nazista no regime de Adolf Hitler. O ex-presidente classificou a fala como ‘criminosa’ e disse que o atual chefe de Estado vai na contramão do mundo quando o assunto é a guerra entre Palestina e Israel.

Bolsonaro se refere a uma entrevista de Lula a jornalistas na Etiópia, durante o último fim de semana. Na ocasião, ele afirmou: “O que está acontecendo na Faixa de Gaza e com o povo palestino não existiu em nenhum outro momento histórico. Aliás, existiu. Quando Hitler resolveu matar os judeus”, declarou.

Na manhã desta quarta-feira, 21, em entrevista ao ao Blog do Elielson, na CBN Recife, o ex-presidente afirmou que Lula “ofendeu a humanidade” e não apenas os judeus.

“Uma fala criminosa. O que aconteceu na Segunda Guerra, não existe na história do mundo. E o Lula compara o exército de Israel aos nazistas. Chocou o mundo. O mundo democrático está olhando para o Brasil de forma diferente”, apontou.

Ele aproveitou para alfinetar Guilherme Boulos, pré-candidato à Prefeitura de São Paulo. Segundo Bolsonaro, o político “tem opinião sobre tudo”, mas não tocou na questão da fala de Lula sobre Israel.

“Ele sumiu. Ele dá palpite em tudo, até em discurso na Câmara, me acusava da morte da Marielle Franco. Participava de tudo, tinha opinião sobre tudo, mas sobre isso ele não fala.

A questão de Israel mexeu no Brasil. As nossas tradições judaico-cristãs estão aí. Não é só evangélico, católico também e outras religiões tem  como norte a história de Israel, e foi uma ofensa, não gratuita, [mas] criminosa a morte de seis milhões de pessoas, que foram mortas em câmaras de gás”, disse.

O ex-presidente também afirmou que Lula se nega a classificar o grupo extremista Hamas como terrorista, que o político vai na contramão “do mundo”, quando o assunto é ajuda humanitária.

“Agora , quando você vê que uma entidade da ONU participou desse ato bárbaro contra o povo isralsente, e o mundo resolve não mandar mais dinheiro para essa entidade, o Lula quer mandar mais. Está na contramão dos países democráticos e civilizados de todo o mundo”.

Agora RN

Dono de empresa contratada pelo governo para obra no Presídio de Mossoró recebeu auxílio emergencial

FOTO: REPRODUÇÃO/GOOGLE

O jornal O Estado de S. Paulo publicou nesta quarta-feira (21) uma reportagem que levanta suspeitas sobre uma contratação feita pelo Governo Federal para obras de manutenção dentro do presídio federal em Mossoró, de onde presos ligados ao Comando Vermelho fugiram no último dia 14.

De acordo com a reportagem, a empresa contratada em 2022 tem faturamento anual de R$ 195 milhões, mas seu dono, no papel, é um beneficiário do auxílio emergencial que mora na periferia de Brasília.

O contrato foi assinado em abril de 2022, na gestão de Anderson Torres no Ministério da Justiça do governo Jair Bolsonaro (PL), e prorrogado um ano depois, em abril de 2023, na gestão de Flávio Dino, do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Os contratos foram firmados por meio dos respectivos setores que cuidam de presídios no ministério.

Especialistas consideram grave o fato de um presídio de segurança máxima contratar uma empresa sem saber quem é o verdadeiro dono. Uma das suspeitas investigadas é a de que uma obra teria facilitado a fuga dos criminosos – a primeira na história dos presídios de segurança máxima do País.

Em nota, o Ministério da Justiça informou que acionará “os órgãos competentes federais para que seja realizada rigorosa apuração referente à lisura da empresa citada”. Destacou também que, na assinatura do contrato, em 2022, a empresa cumpriu todos os requisitos técnicos, apresentou todas as certidões de conformidade e vinha cumprindo todas as suas obrigações.

Qual foi a empresa contratada e quais as suspeitas?

A empresa em questão é a R7 Facilities, sediada em Brasília. Ela foi contratada para realizar obras de manutenção no presídio federal de Mossoró por R$ 1,7 milhão. A companhia informou, em balanços de 2023, ter R$ 353 milhões em contratos ativos com os setores público e privado.

Apesar do tamanho da companhia, o sócio-administrador é um técnico de contabilidade que recebeu 12 parcelas do auxílio emergencial, benefício pago a cidadãos em vulnerabilidade financeira durante a pandemia da Covid-19. Gildenilson Braz Torres, de 47 anos, tem como endereço uma casa simples no Riacho Fundo, região periférica do Distrito Federal, e não soube dar informações sobre a operação da empresa.

O histórico de Gildenilson não bate com o de um empresário vencedor de contratos milionários. Ele é cobrado na Justiça pelo governo do Distrito Federal por não pagar uma dívida de R$ 8.338,10, referente a parcelas de 2017 a 2020 de um imposto sobre serviços autônomos. Em fevereiro de 2022, um juiz determinou o bloqueio de bens, mas só foram encontrados R$ 523,64 nas contas dele.

Gildenilson afirma ter um escritório de contabilidade no Núcleo Bandeirante, bairro da periferia formado pelos “candangos” da construção de Brasília. No endereço, há uma placa em que ele se apresenta como o responsável pela empresa “Mega Batatas”. Não há qualquer menção à R7 no prédio nem nas redes sociais dele.

Gildenilson afirmou ter CEO, diretores e outros empreendimentos, mas que não podia dar informações sobre eles. Ele desligou o telefone logo após a reportagem insistir em mais detalhes.

“Cara, tipo assim, ‘tá’ rolando uns negócio aí do contrato que a gente tem terceirizado de Mossoró. É sobre isso? Tipo assim, tenho de conversar com meu advogado. Não posso falar nada sem conversar com ele. Qualquer coisinha, pego seu número e entro em contato”, afirmou.

A reportagem também esteve no endereço que Gil, como é conhecido, informa como residencial, no Riacho Fundo. Ele não estava. O concunhado dele mora no local e afirmou desconhecer o vínculo de Gildenilson com uma empresa milionária. “Se fosse verdade, ele não estaria andando com o carro velho em que ele anda”.

Suspeitas de laranja

Gildenilson virou sócio-administrador da R7 Facilities em fevereiro de 2023. Dois meses depois, ele assinou o aditivo com o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), para os serviços de manutenção em Mossoró.

Antes, desde janeiro de 2021, a companhia estava em nome de outro “testa de ferro”, o bombeiro civil Wesley Fernandes Camilo. Foi ele quem assinou o contrato, em 2022, com o antigo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), atual Senappen.

Hoje, Wesley Camilo trabalha como brigadista em um hospital particular de Brasília e afirmou ter renda mensal de R$ 4 mil. Mesmo assim, alegou estar satisfeito por ter repassado a empresa de balanço milionário da qual aparecia como único dono.

Camilo mora numa casa em Ceilândia, uma das regiões mais pobres do Distrito Federal. A reportagem encontrou um Volkswagen Nivus em sua garagem. O carro, avaliado em R$ 111 mil, está registrado em nome da R7 Facilities.

O bombeiro civil afirmou que comprou a empresa milionária sem desembolsar nada. Segundo ele, a firma foi repassada com créditos não recebidos e ele trabalharia para recuperá-los. O brigadista negou ter sido um laranja.

“Na realidade, irmão, eu comprei do Ricardo e passei para para o Gil. Mas isso aí, bicho, vai além de tudo isso. O meio é fogo, irmão. É só você pesquisar. Para ficar num meio sujo e perverso, melhor sair e passar para a mão dos caras”, disse Wesley, negando-se a detalhar a que se referia.

O fundador da empresa é Ricardo Caiafa, um empresário de Brasília. Ele afirmou que decidiu vender a companhia porque enfrentava dificuldades no mercado e decidiu sair do ramo. Foi procurado por um advogado que intermediou a negociação para Wesley Camilo.

Caiafa afirma não ter mais ligação com a R7. Diferentemente dos novos donos, ele mora em uma casa no Lago Sul, considerado o bairro com a maior renda per capita do País. A reportagem não encontrou indícios de que ele tenha vínculos com o grupo que controla a empresa atualmente.

A R7 presta serviços para o governo federal pelo menos desde setembro de 2016, segundo o Portal da Transparência. Com o Ministério da Justiça, o primeiro contrato é de fevereiro de 2019. Nesses casos, a gestão da empresa ainda era do fundador, Ricardo Caiafa. Os contratos com o Executivo federal dobraram após a entrada dos laranjas.

O que dizem os ex-ministros e a empresa

As assessorias de Anderson Torres e Flavio Dino, que estiveram à frente do ministério entre 2022 e o início de 2024, informaram que o contrato não teve qualquer relação com os ex-titulares da pasta porque é assinado no departamento que cuida da área de presídios, dentro da própria pasta.

Em nota, a empresa R7 Facilities alegou que é “imprudente” e “preconceituoso” se referir a Camilo e Gildenilson como laranjas.

“O sr Wesley Camilo foi sócio da empresa R7 Facilities e o sr Gildenilson é o atual sócio, como pode ser verificado em documentos públicos junto à Junta Comercial do Distrito Federal”. A empresa se recusou a comentar sobre a fuga dos dois presos ligados ao Comando Vermelho, não especificou como atua no Rio Grande do Norte e não informou se irá colaborar com as investigações.

Estadão

Cacau Show compra Playcenter e entra no ramo de parques de diversão

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Cacau Show, a conhecida marca de chocolates, oficializou, nesta terça-feira (20/2), a entrada no ramo de parques de entretenimento. A companhia anunciou a compra do Grupo Playcenter, que detém as marcas Playcenter Family e Playland, espaços com brinquedos instalados em shopping centers.

Há mais de 50 anos no mercado, o Playcenter inaugurou o primeiro parque de grande porte no Brasil. A aquisição faz parte da estratégia de expansão da Cacau Show.

Em 2021, a empresa entrou no setor hoteleiro, abrindo um resort em Campos do Jordão, em São Paulo. Ela também deve inaugurar um hotel em Águas de Lindóia, famosa pelas águas termais, no interior paulista.

A notícia da compra foi compartilhada por Alexandre Costa, fundador da Cacau Show, em um evento na Playland do Shopping Eldorado, na zona oeste de São Paulo, ao lado de Marcelo Gutglas, fundador do Playcenter.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Costa observou: “Estamos adquirindo com muita honra um gigante do entretenimento, o Grupo Playcenter. Nos próximos 35 anos a missão é dar um verdadeiro show de diversão, adrenalina e emoção. Claro, tudo recheado de chocolate”, disse. O negócio, porém, ainda depende de aprovação por parte do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Metrópoles

Ministério da Justiça nega pagamento de recompensa por informações de fugitivos

FOTO: NELSON JR/STF

Uma semana após a fuga no presídio de segurança máxima do Rio Grande do Norte, as forças policiais continuam procurando pelos dois criminosos que escaparam da unidade prisional.

Recentemente, a informação de que o Ministério da Justiça pagaria uma recompensa no valor de R$ 50 mil a quem fornecesse detalhes sobre a localização de Rogério Mendonça e Deibson Nascimento foi compartilhada.

Ao NOVO Notícias, a assessoria do Ministério da Justiça afirmou nesta quarta-feira (21) que a informação sobre o pagamento de possíveis recompensas para quem fornecesse pistas sobre o paradeiro dos dois fugitivos de Mossoró não procede.

De acordo com as informações repassadas para a reportagem, uma reunião teria ocorrido entre os membros do ministério para discussão de ações que pudessem auxiliar nas investigações, buscas e captura dos fugitivos. No mesmo encontro, a possibilidade de um canal específico para recebimento de denúncias havia sido colocada em pauta.

Sobre a realização da reunião e também o canal específico de denúncias, até a publicação desta matéria, a equipe de jornalismo do Novo Notícias não obteve respostas.

Novo Notícias

Em reunião, Lula revela a ministros por que fez fala sobre Holocausto

FOTO: HUGO BARRETO

O presidente Lula revelou a ministros e assessores, durante reunião na segunda-feira (19/2) no Palácio da Alvorada, por que comparou a morte de palestinos na Faixa de Gaza ao Holocausto.

Segundo relatos, Lula explicou aos auxiliares que sua declaração faz parte de uma estratégia de colocar um freio no que considera uma “sanha assassina” de Israel em relação a civis palestinos.

O presidente brasileiro disse ainda acreditar que sua fala deve abrir espaço, nos próximos dias, para chefes de Estado de outros países também condenarem o governo israelense.

Pressão sobre Israel

Na avaliação de Lula, esse cenário deve ajudar a pressionar o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, a aceitar um cessar-fogo com o grupo terrorista palestino Hamas, algo que ele ainda rejeita.

A reunião de Lula começou por volta das 10h30 e terminou às 13h. Participaram do encontro os ministros Paulo Pimenta (Secom), Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Márcio Macêdo (Secretaria-Geral).

O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, também participou da reunião remotamente do Rio de Janeiro, onde o chanceler brasileiro vai passar a semana em reuniões do G20.

O encontro teve ainda a presença do ex-chanceler Celso Amorim, principal assessor especial de Lula para assuntos internacionais no Palácio do Planalto.

Metrópoles

Bandidos levam mais de 700 produtos de entregadora da Shopee e Shein

FOTO: DIVULGAÇÃO

Um grupo de bandidos fez funcionários reféns e roubou mais de 700 mercadorias na J&T Express, empresa que realiza entregas da Shopee e Shein em Uberaba, Minas Gerais.

A ação dos assaltantes aconteceu na manhã de sexta-feira (16/2), no momento em que os funcionários separavam mercadorias.

De acordo com o G1 Triângulo e Alto Paranaíba, quatro funcionários foram feitos reféns e trancados na cozinha. Após o roubo, eles foram obrigados a entrar em um carro e abandonados no meio da rodovia BR-262.

Pelo menos um dos bandidos estava armado

Quatro assaltantes participaram do roubo, sendo que pelo menos um deles estava armado. Eles usaram uma van para colocar as mercadorias roubadas. O assalto teria durado menos de 10 minutos.

A J&T Express lamentou o assalto e disse que está colaborando com as investigações para a devida identificação e punição dos infratores envolvidos. Além disso, a empresa informou que prestou toda assistência necessária aos funcionários. Não houve feridos.

Metrópoles

Saiba quem é a cantora de forró que morreu em afogamento com o marido

FOTO: REPRODUÇÃO

A cantora de forró Marcinha Sousa, de 27 anos, e o marido dela, conhecido como Ivan da Van, de 46, morreram depois que o carro em que estavam foi arrastado pela água, em um rio de Jardim, no interior do Ceará.

Segundo o G1 Ceará, o casal tentou atravessar uma ponte durante uma forte chuva que caía na região. Marcinha e Ivan estavam desaparecidos desde domingo (18/2) e os corpos foram encontrados na noite de segunda-feira (19/2).

Marcinha acumula quase 150 mil seguidores no Instagram, onde divulga seu trabalho com vídeos cantando músicas autorais de forró e piseiro, em cenários que exaltam a cultura nordestina, além de gravações de shows.

O último trabalho da cantora foi o lançamento do videoclipe da música O Mundo Dá Voltas, que soma cerca de 6 mil visualizações no YouTube.

Na última publicação de Marcinha nas redes sociais, onde ela aparece dançando e cantando sua música, amigos e fãs lamentaram a morte da cantora. “Estou com o coração partido”, escreveu um internauta. “Descanse em paz, amiga”, desejou outro.

Metrópoles

Esposa reage após flagra de dirigente do Flamengo com outra mulher

FOTO: REPRODUÇÃO

Depois da coluna Fábia Oliveira publicar o flagra de Marcos Braz, vice-presidente do Flamengo, com outra mulher na Sapucaí, na madrugada deste domingo (18/2), a esposa do dirigente, Ana Paula Barbosa, bateu um papo exclusivo com esta jornalista. “Estou me recuperando de duas cirurgias”, lamentou.

Braz estava com Renata Sagaz, assistindo ao desfile das escolas de samba campeãs do Carnaval do Rio de Janeiro. Em clima de intimidade, eles estavam no Camarote do King e era possível ver que os dois se conheciam, já que estavam á vontade na presença um do outro. Inclusive, eles até se seguem nas redes sociais.

“Estou me recuperando de duas cirurgias, que fiz em novembro, no cérebro e na cabeça. Estou no meio de um tratamento de radioterapia. Estava em casa dormindo e acordei com essa matéria. No momento é o que tenho a declarar”, ressaltou para esta jornalista.

Uma fonte exclusiva ainda lembrou que Ana Paula esteve na avenida do samba o Carnaval, durante as apresentações oficiais das agremiações. Porém, desta vez, a moça optou por não acompanhar o marido.

Metrópoles