SELO BLOG FM (4)

Categoria: Polícia

Caso Kauet: Natalense presa em SP é apontada pela Polícia Civil como mentora intelectual do crime

FOTO: REPRODUÇÃO/TV TROPICAL

O assassinato do potiguar  Kauet Henrique Nascimento, de 20 anos, em agosto deste ano, na cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, chocou o Rio Grande do Norte. Uma operação policial, que cumoriu 20 ordens judiciais, no dia 24 de novembro, resultou na prisão de quatro pessoas suspeitas de participação na morte do empresário. Mas, de acordo com as investigações da Polícia Civil do Paraná, o crime tem como peça central Andreza Maria Guimarães, uma mulher que, por trás de sua boa aparência, esconde uma maldade e é apontada pela polícia como a mentora intelectual da morte de Kauet Henrique.

Segundo familiares de Kauet, o jovem teria conhecido Andreza na cidade de Macaíba, onde a vítima tinha uma loja de celulares. Encantado pela educação e charme da investigada, o jovem empreendedor foi persuadido a vender produtos com preços mais baixos para ela. Além disso, Andreza se apresentou como uma vendedora de passagens aéreas, chamando a atenção de Kauet devido às constantes viagens que ele realizava.

O que Kauet nunca soube é que Andreza estava envolvida com o crime organizado. A polícia descobriu que ela é apontada como suposta namorada de Deivide Rodrigues de Oliveira, um indivíduo de alta periculosidade. Uma foto nas redes sociais, mostra o homem segurando uma arma longa, e uma conversa atribuída a Deivide, não incluída no inquérito policial, sugere a participação dele na morte de uma pessoa próxima a Andreza. Na legenda da foto Daivide teria escrito: “Matei uma pessoa próxima a ela, mas deixei tudo limpo para não incriminá-la. Foi o fim.”

Além de Andreza e Deivide, a Polícia Civil localizou e prendeu um terceiro envolvido na morte de Kauet. A investigação levanta a possibilidade de que um grupo de estelionatários, atuando em todo o Brasil, tenha relação com o assassinato do jovem empreendedor, cuja família ainda administra a farmácia que ele gerenciava junto com o pai.

O delegado Rodrigo Souza, responsável pela investigação, destaca que não há evidências de qualquer vínculo amoroso entre a vítima e a investigada.

O repórter da Tv Tropical, Hugo Vieira, conversou com um dos tios de Kauet, que, junto com a família, não tem dúvidas sobre a participação de Andréza no planejamento do crime. Luiz Carlos diz que acredita que a Polícia Civil identificará outros envolvidos na quadrilha responsável pela morte do jovem empreendedor.

Portal da Tropical

Receita Federal apreende quase 5kg de skunk em transportadora em Natal

FOTO: DIVULGAÇÃO

Uma operação coordenada pela Receita Federal em uma transportadora de Natal, nesta terça-feira (28), resultou na apreensão de 4,5kg de Skunk, uma variedade potencializada de maconha. A droga estava disfarçada como uma encomenda destinada a uma pessoa do Rio Grande do Norte.

A droga apreendida foi entregue à Polícia Judiciária, que tomará as rédeas das investigações para identificar os responsáveis por essa tentativa de envio ilegal.

Vale ressaltar que somente este ano, a Receita Federal já havia realizado outra apreensão significativa, confiscando cerca de 7kg de Skunk e aproximadamente 2.300 comprimidos de ecstasy em operações realizadas em agências dos Correios e em transportadoras.

Portal da Tropical

Mulher é morta a tiros ao tentar defender o filho no RN; ex-sogro é suspeito

FOTO: DIVULGAÇÃO

Uma mulher foi morta tiros na comunidade de Mundo Novo, em Arez, na noite dessa terça-feira (28). A vítima foi identificada como Ana Paula Alves da Silva, de 32 anos. Segundo a Polícia Militar, ela foi morta ao tentar defender o filho.

O que chama a atenção é que o suspeito do crime é o ex-sogro de Ana Paula, avô do filho dela, identificado como Nilson Luiz da Silva, conhecido como Nego Nilson. Segundo a polícia, a vítima tentou proteger o filho das ameaças do homem e acabou sendo atingida na região torácica por dois disparos de uma arma caseira calibre 12.

Após o crime, o homem fugiu em um veículo tipo van escolar, de cor azul. Até a publicação desta matéria, o suspeito não havia sido preso. A PM fez o isolamento do local do assassinato.

A Polícia Civil foi acionada e vai investigar a motivação da morte e das ameaças do avô para com o neto. O Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) fez a remoção do corpo da vítima para a sede do órgão.

Portal da Tropical

“Não seja um laranja 3”: Operação da PF combate golpes bancários no RN e 9 estados

FOTO: JOSÉ ALDENIR

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira 28 a operação Não Seja um Laranja 3, com apoio da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e seus bancos filiados, para desarticular esquemas criminosos voltados à prática de fraudes bancárias eletrônicas. A operação faz parte da Força-Tarefa Tentáculos, que tem como um dos principais pilares a cooperação com a Febraban e instituições bancárias associadas no combate às fraudes bancárias eletrônicas.

A Polícia Federal, por meio das Delegacias de Repressão a Crimes Cibernéticos, cumpre mandados nos seguintes estados: AC (1), AL (2), AP (1), GO (2), MA (2), MG (1), PB (6), PE (1), PI (2) e RN (1) – no contexto de investigações de pessoas que cederam contas pessoais para receber recursos oriundos de golpes e fraudes contra clientes bancários. O alvo da operação no estado potiguar acabou se mudando para a cidade de Campina Grande/PB e os policiais acabaram efetivando a ação no local.

Nos últimos anos, a PF detectou um aumento considerável da participação consciente de pessoas físicas em esquemas criminosos, para os quais “emprestam” suas contas bancárias, mediante pagamento. Este “lucro fácil”, com a cessão das contas para receber transações fraudulentas, possibilita a ocorrência de fraudes bancárias eletrônicas que vitimam inúmeros cidadãos. Tais pessoas são conhecidas popularmente como “laranjas”.

A Polícia Federal alerta: Emprestar contas bancárias para receber créditos fraudulentos é crime, além de provocar um dano considerável aos cidadãos, quer pelo potencial ofensivo deste tipo de conduta delitiva, que tem sido um dos principais vetores de financiamento de organizações criminosas, como também pelos prejuízos financeiros a milhares de brasileiros. Os delitos a serem apurados na Operação ‘Não Seja um Laranja III’ são associação criminosa, furto qualificado mediante fraude, uso de documento falso, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, cujas penas podem somar mais de 20 anos de prisão.

Essa é mais uma operação de caráter nacional que visa coibir esse tipo de conduta criminosa, a exemplo da ação já realizada em maio de 2023, que teve 51 mandados de busca executados em 17 Estados e no Distrito Federal.

A Polícia Federal alerta

Emprestar contas bancárias para receber créditos fraudulentos é crime, além de provocar um dano considerável aos cidadãos, quer pelo potencial ofensivo deste tipo de conduta delitiva, que tem sido um dos principais vetores de financiamento de organizações criminosas, como também pelos prejuízos financeiros a milhares de brasileiros.

Os delitos a serem apurados na Operação ‘Não Seja um Laranja III’ são associação criminosa, furto qualificado mediante fraude, uso de documento falso, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, cujas penas podem somar mais de 20 anos de prisão.

Essa é mais uma operação de caráter nacional que visa coibir esse tipo de conduta criminosa, a exemplo da ação já realizada em maio de 2023, que teve 51 mandados de busca executados em 17 Estados e no Distrito Federal.

Agora RN

Operação Rei Sol: “trio disciplina” de facção criminosa é preso no interior do RN

FOTO: REPRODUÇÃO

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte e a Polícia Militar do RN deflagraram, nas primeiras horas desta terça-feira (28), a “Operação Rei Sol”, que resultou no cumprimento de três mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão no município de Arez, na região Agreste potiguar. A ação teve como objetivo desarticular uma célula de uma facção criminosa. Três homens, de 20, 21 e 25 anos, foram presos por associação criminosa e tráfico de drogas.

Segundo informações da polícia, dentro da organização criminosa, os investigados, além do envolvimento com o tráfico de drogas, eram conhecidos como “disciplinas” e aplicavam punições para os faccionados ou demais pessoas que desobedeciam as ordens do grupo criminoso na região.

A ação foi coordenada pela 13ª Delegacia Regional de Goianinha/RN (13ªDR), liderada pelo delegado Ben-Hur Cirino de Medeiros, em integração com a 4ª Companhia Independente da Polícia Militar e a Companhia Independente de Operações e Patrulhamento em Áreas Rurais da PMRN (CIOPAR). Também participaram da ação a Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), a Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (Decap/Polinter), a Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veiculos e Cargas (DEPROV), a 9ª Delegacia Regional de Santa Cruz/RN (9ª DR), a 6ª Delegacia Regional de Nova Cruz/RN (6ª DR), a 103ª Delegacia de Tibau do Sul, a 20ª Delegacia de Macaíba e o Núcleo de Operações com Cães (NOC).

O nome “Operação Rei Sol” é em alusão ao reinado de Luís XIV, marcado pela prosperidade, centralização da monarquia francesa e do poder absoluto do Estado. Uma das heranças de Luís XIV foi o palácio de Versalhes, onde a corte girava em torno do rei. Não por acaso, o monarca recebeu os apelidos de “Rei Sol” e “O Grande”.

Ponta Negra News

Irmãos acusados de matar colega de trabalho começam a ser julgados em Natal

FOTO: REPRODUÇÃO/TV TROPICAL

A Justiça do Rio Grande do Norte deu início nesta segunda-feira (27) ao julgamento de dois irmãos acusados de matar um colega de trabalho, o gerente de hotel Antônio Denísio Fernandes, de 37 anos. A vítima foi morta a tiros na frente de casa no bairro Lagoa Azul, na Zona Norte da capital, na noite de 23 de abril de 2022.

O delegado responsável pelo caso, Roberto Andrade, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), sustenta a tese de que os irmãos Thulio Gabriel Ribeiro de Souza e Reginaldo Moreira de Souza planejaram e executaram o gerente após a demissão de Thulio da empresa onde trabalhava ao lado da vítima.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte reforçou a tese da motivação banal para o assassinato, destacando a aparente futilidade do crime que tirou a vida do gerente, pai de duas filhas. Já a defesa dos réus trabalha para convencer os jurados de que o crime não foi premeditado, apresentando a tese de um assassinato sem planejamento.

Enquanto Thulio Gabriel é julgado presencialmente, Reginaldo é ouvido por videoconferência, já que permanece preso em Goiás, estado onde a dupla foi capturada dias após o crime.

Quem trabalhava com Denísio, descreveu ele como um profissional dedicado. ” O Denísio não era somente um líder. Estava todo dia incentivando, motivando, acompanhando e dando todo o suporte necessário para os funcionários da empresa. Hoje a gente convive com a dor, com a ausência, mas eu creio que a justiça vai ser feita”, disse Francisco Júnior, amigo da vítima.

Portal da Tropical

Caso Kauet: ex-namorada da vítima foi presa como uma das mentoras do crime

FOTO: REPRODUÇÃO

“Eu sabia, tinha certeza que ela tinha envolvimento. Ela se desculpava bastante e deixava frases desconexas”. Essas palavras são de Luiz Carlos, tio do natalense Kauet Henrique dos Santos, 20 anos, vítima de um crime brutal em agosto desse ano em Foz do Iguaçu (PR). Ele falou em entrevista à equipe de reportagem do Patrulha da Cidade, da TV Ponta Negra, sobre a prisão dos quatro envolvidos no assassinato, incluindo uma mulher que era ex-namorada da vítima. Andreza Maria Guimarães morava no Rio Grande do Norte e foi presa em São Paulo na semana passada no bairro Moema.

Ela é apontada como suspeita de planejar o crime junto a um dos suspeitos que seria seu atual namorado. De acordo com informações da polícia, os agentes do Paraná e do Rio Grande do Norte chegaram, além dela, a 3 pessoas ligadas ao assassinato.

O crime aconteceu em 4 de agosto e o tio de Kauet afirma que desde o começo das investigações, suspeitava do comportamento de Andreza e passava para a Polícia Civil. Na época, um vídeo feito pela irmã de Andreza viralizou nas redes sociais. Ela afirmava que a irmã não tinha nada a ver com a morte do jovem empresário. A Polícia Civil do Paraná confirmou a prisão de Andreza e que ela é suspeita da mentoria do assassinato junto com o namorado.

Ponta Negra News

Ex-PM é preso por assassinar casal de jovens flagrado fazendo sexo em praça do RN

FOTO: REPRODUÇÃO

Policiais civis da 79ª Delegacia de Polícia Civil (DP de Martins), em ação conjunta com a Divisão Especializada em Investigações e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), deram cumprimento, nesta sexta-feira (24), a um mandado de prisão definitiva em desfavor de um homem, 47 anos, condenado pela prática de dois homicídios duplamente qualificados. Ele foi preso no munícipio de Martins/RN.

De acordo com as investigações, o homem é policial militar reformado e foi condenado pelas mortes de Dayff Kennedy Alves de Oliveira, 22 anos, e Sanelle Luane de Lima, 16 anos, ocorridas na cidade de Martins, em dezembro de 2008.

No inquérito consta que, depois de uma festa, o ex-PM encontrou o casal em uma praça tendo relações sexuais. Dayff foi vítima de dois disparos de pistola calibre .40 na cabeça e morreu no local. Já a jovem Sanelle teria sido levada para uma região de mata e lá foi violentada e morta do mesmo modo.

Além disso, consta ainda outros processos contra a vida em seu desfavor, inclusive contra o seu ex-sogro. Ele foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da justiça.

Portal 96 FM